Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

Bilinguismo na escola: O que é?

Compartilhe >

18/06/2019 - 3 min - Por Amanda Viegas

Com  os avanços tecnológicos e a facilidade na aquisição de novas informações, alguns pilares, que até então eram considerados diferenciais, se tornam requisitos. Um exemplo disso é a aprendizagem de um segundo idioma, e adquire uma grande importância, principalmente no mercado de trabalho. Preparamos este artigo para aprofundar no tema bilinguismo na escola, explicar a origem do conceito e como isso pode influenciar o dia a dia dos estudantes. Confira!


O que é bilinguismo?

O significado de bilinguismo está relacionado com a coexistência de dois sistemas linguísticos diferentes ou ao uso simultâneo de dois idiomas por um indivíduo. Entretanto, alguns estudiosos têm considerações diferentes a respeito do assunto.

Enquanto para alguns, ser bilíngue é conseguir se comunicar sem esforço em duas línguas, outros têm como referência falar sem erros gramaticais ou uma pronúncia excelente. Além disso, o bilinguismo também pode ser considerado como a competência mínima em uma língua diferente da nativa, em uma ou mais das quatro habilidades linguísticas: ler, escrever, falar e ouvir. Essa divisão de opiniões ocorre, sobretudo, devido à escassez de critérios e medidas para alcançar uma definição definitiva.

Importância do inglês para a formação do aluno contemporâneo

Entre as mais de seis mil línguas faladas pelo mundo, o inglês é o terceiro idioma com o maior número de falantes. Apesar do mandarim (língua mais falada) e do espanhol (segunda língua mais falada), o inglês, devido à sua importância para a comunicação universal, é considerado o idioma de maior influência no mundo. Hoje, a maior parte dos conteúdos online e das pesquisas científicas são produzidos em língua inglesa.

A comunicação em inglês é também uma maneira de se manter conectado aos acontecimentos do mundo. Logo, ao aprender o idioma desde o período escolar, o estudante, além de conseguir compreender mais facilmente outras culturas e consumir informações e notícias de outros países, consegue se qualificar para o mercado de trabalho.

Por muito tempo, o domínio de uma segunda língua foi visto como uma característica positiva, um diferencial. Entretanto, como dito anteriormente, o inglês é uma forma de comunicação e de conexão com os acontecimentos mundiais, sendo considerado requisito básico para um candidato à uma vaga em uma oportunidade de trabalho.

Ensino bilíngue na escola

Devido à importância do aprendizado de um segundo idioma, muitos pais e responsáveis começaram a demandar cada vez mais o ensino do inglês. Uma dúvida de muitas instituições de ensino é em relação a como a escola pode oferecer o ensino de inglês com qualidade sem necessariamente ter que se tornar uma escola bilíngue.

A escola pode optar por não se tornar uma instituição bilíngue, e com isso, uma opção é buscar por ferramentas e soluções que auxiliem na implementação do ensino do idioma. Além disso, ela pode preferir ir além do ensino da língua em si, focando no contexto da linguagem, como os aspectos linguísticos, sociais e culturais do idioma. Isso porque o processo de ensino-aprendizagem está relacionado também com a importância e entendimento de todo o contexto linguístico e suas aplicações para o cotidiano e vida do estudante.

Conclusão

O bilinguismo consiste na prática de se comunicar efetivamente em dois idiomas. Apesar de estar em terceiro lugar entre as mais faladas, o inglês é considerado a língua mais influente do mundo. Devido a isso, existe uma grande importância no aprendizado desse idioma para uma formação integral do aluno e, a escola, como uma instituição formadora, está cada vez mais relacionada com o assunto.

Apesar de não necessariamente a instituição de ensino precisar se tornar uma escola bilíngue, é importante que ela esteja apta a oferecer um ensino de qualidade do inglês, de maneira a comtemplar todos os pilares sociais, culturais e linguísticos relacionados ao idioma. O aluno bilíngue não é mais um estudante com um diferencial, mas sim um aluno mais preparado para se inserir na realidade do mercado de trabalho e no mundo globalizado.

Pensando na relevância da temática,  preparamos um e-book sobre a importância do ensino bilíngue para a formação do aluno no século XII:

Compartilhe >

LEIA TAMBÉM

Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação