Em qual segmento você atua?

    Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

    Bilinguismo

    As diferentes perspectivas do bilinguismo

    Compartilhe >

    14/05/2021 - 3 min - Por Amanda Viegas

    Existem diversas perspectivas do bilinguismo em todo país, inúmeras são as dúvidas e os mitos que envolvem essa temática. Pensando nisso, a SOMOS Educação, em parceria com o English Stars, preparou uma conversa com especialistas da área de educação linguística. O objetivo é debater acerca das diferentes perspectivas sobre o bilinguismo.  

    Para isso, foram convidados a Livia Avólio, Gerente Pedagógica do English Stars, o Luiz Gutierrez, que trabalha com ensino de língua inglesa, e a Evelyn de Marchi, assessora pedagógica do English Stars. Essa conversa possui o intuito de compreender o trabalho realizado pelas escolas no Brasil e no mundo, além da importância de ministrar aulas 100% em inglês para a compreensão e aprendizado de uma nova língua. 

    Confira neste artigo com os principais pontos desse debate.  

    O que é o bilinguismo? 

    O conceito do bilinguismo é bastante amplo, contudo, vamos levar em consideração a percepção do bilinguismo como o processo que o indivíduo passa ao aprender duas línguas ao mesmo tempo. Muitas opiniões alegam que ser bilíngue está relacionado ao domínio de todas as esferas da aprendizagem (fala, escuta, escrita e leitura). Porém, ao conseguir se comunicar em pelo menos um desses campos, o sujeito já pode ser considerado apto a compreender tal idioma.  

    A linguagem é tida como objeto de comunicação, de troca de experiências, vivências. Antes de pensarmos em bilinguismo é preciso pensar na linguagem, uma vez que o ser humano é um ser social. A partir disso, a humanidade desenvolveu estratégias de interação, entres elas, a linguagem oral. Nesse sentido, o bilinguismo “perfeito” seria o qual o falante possui domínio das quatros habilidades linguísticas na língua estrangeira como na materna. Entretanto, isso não é o usual, mas sim o bilinguismo ideal, na qual a língua possui o propósito de ser uma estratégia de comunicação.  

    Assista ao webinário na íntegra e veja mais detalhadamente o que os convidados consideram acerca do bilinguismo: 

    Bilinguismo: Mitos X Verdades 

    Veja alguns mitos e verdade sobre o bilinguismo e esse processo de aprendizado dos alunos.  

    Aprender uma segunda língua na infância pode ser confuso para a criança? 

    Mito. É normal as crianças transitarem naturalmente entre as duas línguas e do ponto de vista educacional, isso não é uma confusão. Além disso, do ponto de vista contemporâneo, isso não é considerado um erro, mas sim parte do processo de aprendizagem. Muitos estudos da neurociência indicam ainda que quanto mais cedo iniciar, melhores são os benefícios para a jornada bilíngue do aluno.  

    Se eu não traduzir algumas coisas, meu aluno não vai aprender. 

    Mito. Existem diversas outras formas de mostrar o significado de uma palavra para os alunos, como por exemplo mostrar figuras, sons, gestos, descrição do dicionário, entre outras. Ou seja, há outras metodologias que podem ser utilizadas para substituir a tradução.  

    Quanto maior o tempo de exposição à segunda língua mais eficaz será o processo de aquisição. 

    Verdade. O aprendizado é um processo que leva tempo e quanto maior a imersão do estudante no idioma estrangeiro, melhor será o seu desenvolvimento. Contudo, vale ressaltar que essa exposição à língua estrangeira precisa estar atrelada a uma metodologia eficaz. Ou seja, o modelo de ensino é fundamental para os resultados nesse processo. Tempo mais qualidade é a soma ideal para o processo de ensino-aprendizagem desses estudantes.  

    É muito comum no processo de aprendizagem de uma nova língua, a mistura na mesma fala.  

    Verdade. É esperado que haja essa mistura e troca linguística durante o processo de aquisição do idioma. A língua é uma questão de identidade e em determinadas situações algum idioma pode sobressair outro. Vale ressaltar que tudo é um processo e nada é um erro.  

    Bilinguismo: metodologias para o ensino do inglês 

    Ao longo deste artigo e do bate-papo sobre as diferentes perspectivas do bilinguismo no Brasil e no mundo. Um dos temas abordados foi em relação às metodologias de aprendizado do idioma estrangeiro. Em geral, quanto mais nova for a criança e quanto maior a imersão na língua estrangeira, melhor serão os resultados no processo de aquisição do idioma. Contudo, não apenas isso basta. É preciso que exista uma boa metodologia com métodos eficazes para o aprendizado.  

    Pensando nisso, resolvemos preparar um material sobre uma metodologia para ensino e avaliação do inglês. Conheça o English Stars e baixe gratuitamente o material: 

    Compartilhe >

    LEIA TAMBÉM

      Em qual segmento você atua?

      Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
      CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação