Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

O papel do coordenador pedagógico para as soluções complementares

Compartilhe >

03/09/2020 - 5 min - Por Amanda Viegas

As funções do coordenador pedagógico podem ainda ser um motivo de dúvidas dentro de uma instituição de ensino. Comumente com tarefas pouco demarcadas, esses profissionais podem acabar sobrecarregados. Delimitar quais são as funções do coordenador e o seu papel na tomada de decisões é importante para o bom desenvolvimento das propostas da escola. 

Existem no mercado várias opções de soluções educacionais e o coordenador possui um papel importante na escolha delas. Pensando nisso, preparamos este artigo sobre a importância da escolha apropriada das soluções complementares e como o coordenador pode participar disso. Boa leitura! 

Coordenador pedagógico: o que é, função e suas atribuições 

O coordenador pedagógico é um profissional da área da educação cujo objetivo é melhorar as práticas educacionais. A função surgiu no Brasil em 1920 e se adaptou às mudanças políticas do país.  

Determinar a rotina e o papel de um coordenador pedagógico pode ser um desafio. Muitas vezes perdido em desvios de função, o coordenador deveria ser o responsável por acompanhar o processo de ensino-aprendizagem na instituição de ensino. Na prática, sua rotina é muito mais dinâmica, visando à resolução de problemas, fazendo conexões entre todos os envolvidos no meio acadêmico e orientando o trabalho coletivo.  

Seu trabalho está diretamente relacionado às melhorias pedagógicas em sala de aula. O conceito de gestão democrática e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) modificaram a forma com que o coordenador é visto dentro da escola. Antes o coordenador possuía a função de fiscalizar e controlar os docentes, enquanto hoje, exercem a função de auxiliar os professores nas práticas escolares, além de estreitar os laços entre família e escola. 

O papel do coordenador pedagógico na escolha de soluções complementares 

Tem se tornado cada vez mais comum entre as instituições de ensino a adoção de soluções educacionais. Visando complementar as práticas pedagógicas da escola, essas soluções devem ser escolhidas com cautela, de maneira a melhor se adequar às propostas do Projeto Político Pedagógico (PPP). 

A adoção de soluções complementares precisa do empenho de toda a equipe escolar. Elas podem objetivar o complemento das atividades de sala de aula ou a implementação de tecnologias educacionais. Além disso, algumas soluções oferecem opções de contraturno, como agregar o ensino bilíngue à instituição. 

O papel do coordenador pedagógico na escolha dessas soluções complementares está presente desde a análise das opções existentes no mercado até o trabalho conjunto da equipe escolar para a implementação e adaptação de todos às mudanças. O coordenador é quem conhece melhor as necessidades de todos, podendo escolher com propriedade/segurança/certeza as soluções para as dores do colégio. Isso acontece pois é o coordenador que se envolve em todos os processos educacionais abrangendo pais, alunos, professores e diretoria.  

O próximo passo após a escolha da solução é a sua implementação. Uma solução educacional completa conta com profissionais que auxiliam em sua implementação. Entretanto, cabe ao coordenador monitorar esse processo, para que a transição seja feita de maneira a melhor atender ao bem-estar dos alunos

Os principais desafios do coordenador pedagógico na escola 

Tendo como principal desafio o desvio de função, o coordenador pedagógico se vê realizando tarefas que pouco agregam em suas responsabilidades diárias. Apesar disso, esse não é o único desafio enfrentado pelo coordenador. 

Questões como gerenciar as dificuldades cotidianas, ter autonomia para realizar funções dentro da instituição e falta de apoio da direção e dos professores permeiam o dia a dia dos coordenadores pedagógicos. Todos da instituição devem enxergar o coordenador como um ponto de apoio para que toda a escola funcione. A falta de harmonia entre docentes e esses profissionais impedem que ações de longo prazo sejam implementadas, o que pode prejudicar o desenvolvimento dos projetos pedagógicos propostos.  

Outro desafio está na relutância de diretores e da comunidade escolar em geral em aceitar a implementação de novas práticas educacionais. Cabe ao coordenador levar inovação para dentro da instituição, podendo ser projetos novos ou até a implementação de soluções complementares. Ou seja, o principal desafio é o de transmitir claramente quais as principais vantagens e os benefícios da adoção de novas práticas no contexto escolar. As soluções de contraturno podem ser uma maneira de introduzir as novidades sem relutânciada comunidade escolar, já que os horários de aulas normais não são afetados. Além disso, através de um diálogo constante entre os envolvidos, é possível contornar esses impasses.  

Conclusão 

O coordenador pedagógico desempenha importantes atividades para o desenvolvimento da instituição. Seu papel na escolha de soluções complementares não poderia ser menos importante. É o coordenador que melhor entende as necessidades de todos no meio acadêmico e que compreende qual a melhor solução para aprimorar os potenciais da escola. 

Além disso, toda a implementação das soluções será monitorada por esse profissional. A implementação de soluções bilíngues, por exemplo, demanda cuidado por parte da instituição e a escolha correta do serviço está diretamente relacionada ao seu sucesso.  

Pensando na relevância da temática, preparamos um e-book sobre a implementação de uma metodologia para ensino e avaliação do inglês. Basta baixá-lo gratuitamente:  

Compartilhe >

LEIA TAMBÉM

Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação