Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

Halloween - Dia das Bruxas

Halloween – Tudo sobre o Dia das Bruxas para a escola

Compartilhe >

26/10/2020 - 8 min - Por Amanda Viegas

Em 31 de outubro comemora-se o O Halloween, data vista mundialmente e celebrado como um feriado nos Estados Unidos. Ainda assim, atualmente o Dia das Bruxas vem sendo representado em diversos outros países, inclusive, no Brasil.

Preparamos este artigo com o intuito de trazer um pouco acerca da origem dessa festa popular e sobre as suas particularidades, bem como dicas de como a escola pode aproveitar essa data. Confira a seguir!

A origem do Halloween

Em relação à etimologia do “Halloween”, a palavra deriva da expressão “All Hallows’ Eve, uma expressão de origem escocesa. Até o século XVI, o termo designava a véspera do Dia de Todos os Santos, celebrado em 1º de novembro. A celebração do Dia das Bruxas tem duas origens que no transcurso da história foram se misturando: a pagã e a cristã.

Historiadores apontam a origem do Halloween para um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, que significa “fim do verão”. O Samhain tinha a duração de três dias, iniciando em 31 de outubro, e era uma homenagem ao “Rei dos mortos”. Estudos mais recentes apontam que o festival celebrava a abundância de comida após a época de colheita e tinha a fogueira como parte da sua simbologia.

Por volta do século VIII, o Papa Gregório III modificou a data de celebração do Dia de Todos os Santos de 13 de maio para o dia 1º de novembro, coincidindo com o Samhain. Com a intenção de “cristianizar” o festival celta, a celebração do Dia de Todos os Santos se torna obrigatória. Com isso, a celebração cristã dos santos e o Samhain se misturam.

A celebração do Halloween chega ao continente americano durante o período da “Grande Fome” na Irlanda. Nessa época, muitas pessoas tiveram que emigrar para os Estados Unidos e, junto a elas, levaram a sua história e tradições. Reza a lenda que no Dia das Bruxas, 31 de outubro, o elo entre o mundo dos vivos e dos mortos se enfraquece, possibilitando a abertura de um portal para que os espíritos invadam os corpos e ganhem vida. Para confundir as almas ruins, as pessoas utilizavam fantasias assustadoras, o que deu origem ao costume de se fantasiar.

A comemoração do Dia das Bruxas no Brasil

No Brasil, ocorre uma grande influência da cultura americana em diversos aspectos e não foi diferente com o Dia das Bruxas. O Halloween chegou ao país por meio de séries, filmes e notícias e, dessa forma, foi conquistando adeptos. Contudo, apesar do movimento midiático, a comemoração da data ainda não é tão grandiosa no Brasil, sendo a maior parte da celebração realizada por escolas de idiomas, festas e clubes.

Entretanto, existem movimentações em desacordo com esta globalização de costumes. Algumas pessoas acreditam ser desnecessário a importação de uma cultura norte-americana, uma vez que o Brasil apresenta uma riqueza e diversidade folclórica bastante vasta. Em prol de reforçar a importância da cultura nacional, o dia 31 de outubro foi decretado como o dia oficial do Saci Pererê.

Os símbolos do Dia das Bruxas – Halloween

O Dia das Bruxas possui vários símbolos e tradições em volta da celebração e cada um deles tem um significado no Halloween. Foi apenas com a chegada da data nos Estados Unidos que a abóbora se tornou simbólica para o Dia das Bruxas. No Reino Unido, o turnip, um tipo de nabo, era o legume mais esculpido.

As abóboras se tornam uma marca do Halloween americano em decorrência de uma lenda a respeito de um ferreiro chamado Jack, e elas simbolizam fertilidade e sabedoria. De acordo com os contos, ele costumava beber muito e constantemente humilhava o diabo, até que ele acaba morrendo. Após a sua morte ele não pode entrar no inferno nem no céu e, por conta disso, sua alma ficou perambulando pelo mundo. As velas eram, então, colocadas dentro das abóboras para que Jack conseguisse escapar da escuridão, iluminando o seu caminho.

as bruxas são as principais simbologias do Halloween. Contos dizem que elas participavam de festas realizadas pelo diabo. O morcego simboliza o olhar para além das aparências, possibilitando ver o íntimo das pessoas. Já o gato preto é um signo atribuído às bruxas, pois povos antigos acreditavam que elas conseguiam se transformar neste animal. Superstições acerca dos gatos os relacionam como uma fonte de azar e do mal. Além disso, a vassoura é um símbolo de limpeza de tudo o que ocasiona consequências negativas para a vida e de energias ruins.

As maçãs também são um ícone do dia das bruxas: elas simbolizam a vida e são associadas aos deuses do amor. Até mesmo as cores mais utilizadas na festa de Halloween possuem significados:

Preto:

Cor predominante das bruxas, dos sacerdotes do mestre das trevas e dos magos.

Roxo:

Simboliza a magia e o ar místico que envolve todo o contexto da data.

Laranja:

Representa energia, força e vitalidade.

Doces ou Travessuras?

Doces ou travessuras é a tradução literal da expressão: “Trick or treat”, comumente escutada durante o Halloween, sobretudo nos Estados Unidos, Irlanda e Canadá. Durante o Dia das Bruxas, as pessoas se fantasiam e vão de casa em casa, pedindo doces e perguntando “doces ou travessuras?”. Se por algum motivo o morador não disponibilizar os doces, os participantes da comemoração entendem como “um pedido de travessura”. O “trickpode ser de vários tipos, como por exemplo pregar peças, sustos, ter a casa coberta por spray de espuma colorido ou papel higiênico.

Essa tradição tem origem no século IX, na Europa. No segundo dia do mês de novembro, “Dia de Todas as Almas”, os cristãos iam pedindo de casa em casa “bolos de alma” (soul cakes), feitos de pequenos pães embebidos em groselha ou mel. Acreditava-se que as almas ficavam em um limbo após a morte e, para ajudá-las a chegar ao céu, quem ganhasse o bolo deveria realizar uma oração para um parente falecido do doador.

Dicas para organizar uma festa de Halloween na escola

Confira a seguir algumas dicas que a escola pode utilizar para deixar a festa de Halloween mais divertida e participativa:

Fantasia e maquiagem

Tradicionalmente, durante o Halloween há o costume de vestir fantasias assustadoras e isso é uma herança cultural de origem celta. Contudo, com o passar do tempo e da disseminação da celebração, o evento deixa de ter o intuito de afastar os maus espíritos e se torna uma forma de entretenimento e diversão entre os participantes.

As principais fantasias e maquiagens do Dia das Bruxas estão relacionadas aos elementos tradicionais do Halloween, como caveiras, múmias, bruxas, fantasmas, gatos, zumbis, morcegos, além das cores temáticas: preto, roxo e laranja.

A escola pode confeccionar alguns objetos, como máscaras, capas e enfeites para o cabelo em conjunto com os alunos, promovendo a interação e a participação de todos. Outra opção é propor que os estudantes venham fantasiados no dia. Além disso, a instituição pode promover oficinas de pintura e de maquiagem temática para os alunos.

Abóbora e decoração

A decoração temática para o Halloween pode ser uma excelente oportunidade para a escola proporcionar a participação e interação dos alunos. A instituição de ensino pode tanto comprar objetos decorativos como abóboras, caveiras, fantasmas, quanto produzir seus próprios artefatos decorativos.

Para a confecção da decoração, uma sugestão é que a escola incentive os alunos a fazerem desenhos, recortes e colagens relacionadas ao tema. Após isso, pode ser construído um mural com os trabalhos. Além disso, existem revistas e sites online com dicas de decoração para o Halloween. A instituição tem total abertura para criar o evento da forma que achar mais conveniente e que se encaixe com sua identidade e objetivos educacionais.

Alguns exemplos de objetos decorativos que podem ser utilizados são balões, teia de aranha, caldeirão, velas de brinquedo, pisca-pisca, morcegos de papel ou de plástico e abóboras.

Atividades de Dia das Bruxas para a Educação Infantil

Sugestões de atividades que podem ser realizadas com os alunos da Educação Infantil para comemorar o Halloween:

  • Ensinar uma canção temática para os alunos;
  • Assistir a filmes infantis sobre o Dia das Bruxas;
  • Propor jogos e brincadeiras temáticas;
  • Organizar a confecção de fantasias ou decoração;
  • Organizar um concurso ou um desfile com máscaras assustadoras;
  • Preparar uma peça teatral ou uma dramatização de algum conto ou história sobre o Halloween;
  • Promover um evento ou uma festa com direito a fantasia, decoração e comidas temáticas;
  • Fazer o trick or treat pela escola.

Cultura internacional e ensino do inglês

O Halloween possui uma grande relevância nos Estados Unidos. Ainda assim, a celebração vem se tornando cada vez mais celebrada ao redor do mundo. Datas comemorativas com origem em países de língua inglesa são uma oportunidade de trazer para a escola e para os alunos uma nova perspectiva e vivência, que proporcionam um enriquecimento do processo de aprendizagem.

O processo de ensino-aprendizagem do inglês deve contemplar diversos aspectos, indo além do contexto técnico e linguístico. Uma forma de promover uma maior imersão no idioma é oferecer aos estudantes conhecimentos culturais acerca dos países falantes do idioma, como a celebração do Dia das Bruxas.

Para ajudar a escola a compreender como construir na instituição um ambiente enriquecedor culturalmente, preparamos um material sobre como criar uma cultura bilíngue. Baixe-o gratuitamente:

Compartilhe >

LEIA TAMBÉM

Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação