Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

Vamos criar conexão com as famílias?

Compartilhe >

13/07/2020 - 5 min - Por Amanda Viegas

O cenário atual é composto por inúmeras incertezas e mudanças em todas as esferas da vida humana. A pandemia do coranavírus ocasionou a interrupção das atividades presenciais na rotina escolar, transformando e impactando todo o processo de aprendizagem, tanto para os estudantes quanto para os professores, instituição e família. Sendo que estabelecer uma relação próxima com todos os envolvidos, se torna mais que fundamental para que o Sistema Remoto de Ensino funcione adequadamente e cumpra sua função.

Pensando na relevância da temática, a SOMOS Educação preparou uma live com o professor Marco Antônio Ferraz. O webinário “Vamos criar conexão com as famílias?” propõe uma reflexão acerca da necessidade de criação de vínculos entre a Instituição de Ensino com os alunos, pais e responsáveis. Diante disso, preparamos este artigo trazendo pontos principais desse assunto. Confira a seguir!

Qual o papel da escola na atualidade?

Visando diminuir a proliferação da COVID-19, órgãos do governo estipularam o distanciamento social, o que modificou a rotina da comunidade escolar. Até então, a escola estava atrelada às suas edificações, ao seu espaço físico. Contudo, as transformações que estão ocorrendo mostraram que a escola vai muito além disso. Por meio das ferramentas digitais, ela pode chegar na realidade de cada aluno, ultrapassando quaisquer barreiras físicas. Na verdade, fica evidente que a Instituição de Ensino não é instituída por um local, mas sim pelas pessoas que participam ativamente da construção do conhecimento, ou seja, o corpo docente, os estudantes e também os familiares.

Apesar de muitas vezes a escola ser vista apenas como uma instituição responsável pelo ensino formal dos estudantes, essa visão pode ser considerada ultrapassada. Atualmente, mais do que nunca, a instituição escolar vem mostrando o seu papel como núcleo de convivência e como um espaço social. Essa nova visão deve ser incorporada na realidade das escolas, de modo que abranja mais do que a esfera educacional, contemplando também diversos outros aspectos contribuintes para a formação e desenvolvimento de cada discente.

O que a conexão?

Antes de aprofundar na temática do webinário, é válido contextualizar o significado da palavra “conexão”, que está relacionada com a criação de um vínculo, união. Vale ressaltar que no contexto educacional essa interação com as famílias é um fator imprescindível. Salientando ainda que a conexão não é entre a Instituição escolar com a familiar, mas sim entre pessoas, entre os educadores, alunos, pais e responsáveis. Para isso, é preciso que a escola procure estabelecer e manter uma relação sincera e honesta com todos os envolvidos no processo de aprendizagem.

O relacionamento entre a escola e a família

Fica evidente que as famílias são cocriadoras da construção do conhecimento dos alunos e que a sua participação na vida acadêmica é um fator bastante relevante para melhorar o desempenho dos estudantes. Talvez essa relevância não ficasse tão clara até alguns meses atrás, quando o contato com os familiares se dava por meio das reuniões periódicas, dos eventos escolares, entre outros. Contundo, em um contexto de escola virtual, a comunicação clara e assertiva é um fator fundamental para a continuidade do aprendizado dos discentes, já que muitas crianças precisam do apoio e da presença de um responsável.

Essa interação com a família é bastante benéfica para que os pais e responsáveis compreendam o que está acontecendo no cenário escolar e saibam como auxiliar seus filhos, tendo a escola remotamente. Além disso, essa é uma excelente oportunidade para a Instituição estabelecer um vínculo duradouro com as famílias, mostrando a sua preocupação, cuidado e amparo em um momento tão incerto e atípico. Sem dúvida, as ações promovidas neste período, visando minimizar as consequências da crise e amparar a comunidade escolar, serão sempre lembradas por todos.

Ressaltando ainda que um bom relacionamento com os familiares pode ser o segredo para o êxito das práticas pedagógicas no momento atual. Claro que a tecnologia tem contribuindo muito para viabilizar um aprendizado à distância, porém, a humanização da aprendizagem é um fator crucial para sua efetividade e a figura do professor é a responsável por tornar essa dinâmica possível, juntamente com a família e estudantes.

Como melhorar a conexão entre as famílias e a Instituição de ensino?

Durante o webinário, Marco Antônio salienta que não existe uma forma única ou ideal para a construção dessa relação, muito menos tratando-se de um contexto tão inédito. Para isso , é aconselhado que cada escola busque explorar ao máximo as possibilidades existentes, sendo criativas e assertivas em seu contexto e realidade. Algumas dicas compartilhadas durante a live foram:

  • Criação de canais formais de contato direto entre a escola e a família;
  • Definir quais são as reais necessidades dos pais, responsáveis e alunos e buscar medidas para auxiliá-los;
  • Se posicionar como presente para ajudar as famílias, servir como um amparo quando preciso;
  • Estimular os feedbacks para compreender as críticas, sugestões e elogios da comunidade escolar;
  • Conheça as famílias e a realidade de cada aluno, pois isso vai fornecer maneiras de a escola ajudar cada aluno;
  • Atender individualmente cada estudante, procurando saber como ele está, o que pode vir a precisar para lidar melhor com a situação;
  • Promover rodas de conversas online, pois uma escuta coletiva é uma forma de estimular o compartilhamento e união dos alunos;
  • Possibilitar encontro virtuais entre as classes, como, por exemplo, criar grupo de trabalho, de jogos e interações;
  • Fornecer suporte aos membros mais velhos da família, ligar para os avôs e servir como uma fonte de apoio emocional;
  • Criar um movimento de compartilhamento cultural, com indicações de livros, filmes, séries, documentários, visitas guiadas virtuais, entre outros;
  • Ajudar às famílias a criarem um cardápio, dando apoio nutricional por meio de dicas e receitas para facilitar a rotina;
  • Documentar todas essas atividades e ações, registrando-as.

Vale ressaltar que cada instituição de ensino deve buscar implementar o que faz sentido para sua realidade, visando sempre o bem-estar das famílias, alunos, educadores. O momento atual é bastante incerto e novo, não há uma receita pronta sobre como se deve agir. Mas, com toda certeza, buscar promover uma conexão com as famílias é uma medida que vem se mostrando mais do que essencial para diminuir os impactos do distanciamento social no contexto escolar.

Se interessou pela temática? Que tal assistir o webinário na íntegra e conferir mais dicas de como promover essa interação mais assertiva com os pais, responsáveis e estudantes? Basta acessar gratuitamente:

Compartilhe >

LEIA TAMBÉM

Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação