Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

Como implementar o ensino bilíngue na escola

Compartilhe >

24/07/2019 - 4 min - Por Amanda Viegas

O aprendizado do segundo idioma vem se tornando cada vez mais importante, levando em consideração a realidade globalizada e tecnológica. Apesar disso, é preciso compreender que uma escola com o ensino bilíngue vai muito além do que apenas ensinar a língua inglesa.

O ensino da língua estrangeira tem ganhado grande força e relevância, sobretudo em relação ao aumento da demanda do ensinamento do inglês nas escolas. Entretanto, é preciso entender como de fato implementar o bilinguismo na instituição de ensino. Este artigo vai abordar algumas dicas para que essa implementação seja feita de forma efetiva. Confira!


Ensino bilíngue: vale mesmo a pena?

Existem muitos benefícios de uma educação bilíngue, sobretudo nos anos iniciais da infância. Entre esses benefícios, destacam-se as vantagens cognitivas em relação ao ensino regular. Isso foi constatado em uma pesquisa realizada por Elizabete Flory, doutora em psicologia com ênfase em bilinguismo pela USP. De acordo com ela, ao aprender o inglês durante a infância, as crianças apresentam uma antecipação da consciência metalinguística, tendo a noção que o mesmo objeto pode ser representado por meio de palavras em línguas diferentes. Com isso, o aluno recebe um estímulo relacionado ao raciocínio para o processamento da língua.

Além disso, no estudo “Influências do Bilinguismo Precoce sobre o desenvolvimento Infantil: Vantagens, Desvantagens ou Diferenças?” realizado junto com a pesquisadora Maria Thereza C. de Souza, as estudiosas constatam outras vantagens a respeito do assunto. Por exemplo, os efeitos positivos do bilinguismo não requerem um alto nível de proficiência, sendo aparentes relativamente cedo no processo, assim como as crianças bilíngues apresentam vantagens relacionadas ao desenvolvimento de habilidades tanto não-verbais quanto verbais.

Além disso, alguns estudos comprovam que uma educação bilíngue pode contribuir no desenvolvimento de habilidades cognitivas, emocionais e motoras. A flexibilidade do cérebro é aumentada, o que ajuda a melhorar também a memória, a flexibilidade de pensamento, a concentração e o raciocínio.

O bilinguismo ainda contribui com uma formação integral, abrangendo os aspectos culturais que envolvem o processo de aprendizado do idioma. Ao realizar essa imersão cultural, os alunos estão aptos a aprender outras visões de mundo, costumes e valores. Dessa forma, eles acabam desenvolvendo habilidades sociais, tornando-se mais flexíveis, criativos e comunicativos.

Como implementar o ensino do inglês?

Para realizar a implementação de uma educação bilíngue na escola, primeiramente a escola precisa promover uma pesquisa para entender as possibilidades disponíveis para a instituição. Com isso, é possível compreender quais são os programas, empresas e soluções que oferecem o ensino do inglês. Essa pesquisa é extremamente importante, porque a instituição precisa encontrar uma solução na qual a metodologia se adeque ao seu perfil, valores e identidade.

Destaca-se a importância na realização de todo o processo com a participação dos membros da equipe escolar. Para que a escola consiga implementar com êxito o ensino do segundo idioma, os funcionários precisam entender como isso vai funcionar, além de receber orientações e treinamentos específicos.

Outro ponto relevante é a criação de um universo do idioma. Dessa forma, os alunos têm a possibilidade de conviver com a segunda língua de maneira mais intensa e realizar uma imersão no aprendizado. Para garantir que o processo tem funcionado, a escola deve atuar no acompanhamento de todo o desenvolvimento e implementação do ensino do inglês. Isso pode ser realizado com ajuda de um assessor pedagógico ou de uma equipe ligada à solução escolhida. Com isso, é possível analisar a implementação e acompanhar os pontos que estão funcionando e quais são os desafios a serem superados.

Conclusão

Existem algumas etapas que devem ser seguidas para a implementação do ensino do inglês na escola. Antes de qualquer coisa, é importante que a escola faça uma pesquisa para encontrar programas e soluções que dialoguem bem com a identidade e o perfil da instituição de ensino.  Além disso, é importante que exista uma flexibilidade da grade de horários e o apoio de uma assessoria pedagógica durante todo o processo.

Dessa forma, a instituição consegue encontrar uma solução que contribua para a formação bilíngue do estudante e que seja de fato adequada à sua realidade. Diante da importância crescente do aprendizado do inglês, essa preocupação ajuda a escola a acompanhar as mudanças na sociedade e a dinâmica global, uma vez que o inglês está entre as línguas mais faladas, relevantes e influentes do cenário mundial. Preparamos um material para discutir melhor a importância da formação bilíngue para o aluno contemporâneo:

Compartilhe >

LEIA TAMBÉM

Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação