Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

Além das aulas de inglês: edificando uma cultura bilíngue na escola

Compartilhe >

19/02/2020 - 4 min - Por Amanda Viegas

A construção de uma cultura bilíngue na instituição de ensino pode ser edificada por meio do estabelecimento de um processo de ensino-aprendizagem do inglês de forma mais abrangente. Nessa perspectiva, o ensinamento da língua estrangeira é realizado contemplando as diversas esferas que envolvem tal aprendizado, indo muito além das aulas tradicionais de idiomas.

Desde bastante tempo que o ser humano intensifica seu anseio pela descoberta de novos ambientes, locais e contextos. As crianças e adolescentes da atualidade já nasceram imergidos em uma realidade globalizada com as fronteiras culturais cada vez mais difusas, em decorrência dos avanços tecnológicos.

Como resultado desse cenário, muitas famílias têm se preocupado cada vez mais em proporcionar aos seus filhos o máximo de contato com culturas diversas e deferentes daquelas em que eles estão inseridos. Além dos evidentes benefícios que a oferta do conhecimento de um segundo idioma desde a infância pode promover, a educação bilíngue é um excelente meio de ensinar também, cultura.

Pensando nisso, preparamos este artigo sobre como a escola pode fornecer um ensino mais enriquecedor da língua estrangeira, construindo uma cultura bilíngue. Confira!


Educação bilíngue e a introdução a cultura estrangeira

Primeiramente, vale ressaltar a definição de bilinguismo que está relacionada com a coexistência de dois sistemas linguísticos distintos de forma simultânea pelo falante. Uma pessoa bilíngue pode ser considerada como aquela que possui uma competência mínima em um idioma diferente do seu nativo, em uma ou mais das quatro habilidades linguísticas: falar, ouvir, ler e escrever.

Para ofertar uma educação bilíngue a escola não necessariamente precisa se tornar bilíngue. Até porque, no Brasil, não existe uma regulamentação que reconheça a educação bilíngue. O que quer dizer que mesmo com a instituição de ensino utilizando de uma metodologia internacional, ela ainda precisa responder ao Ministério da Educação e seguir as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Para conseguir atender a demanda crescente pelo ensino do inglês com qualidade dentro da escola, a instituição pode optar pela adoção de soluções bilíngues. Nesse sentido, a escola não se torna bilíngue, mas sim, os alunos. Esse processo ocorre por meio de uma imersão além dos aspectos técnicos que envolvem o aprendizado do idioma estrangeiro, levando em consideração todo panorama sociocultural acerca do tema.

A escola e o seu papel como formadora da identidade do aluno

A escola, assim como a família, é uma instituição de extrema importância no que se diz respeito à formação da identidade e da educação das crianças e adolescentes. Em cada país, a escola local é responsável por oferecer aos estudantes uma vivência dos aspectos culturais da sociedade regional, por meio da utilização da respectiva língua nativa.

Sendo assim, quando uma instituição fornece aos estudantes uma educação bilíngue, a escola utiliza de dois códigos culturais e de linguagens para a construção de uma cultura bilíngue. Esse processo é concretizado ao levar em consideração outros aspectos que não somente o vocabulário e as regras gramaticais do idioma. Dessa forma, o aluno recebe uma formação integral que abrange as inúmeras particularidades da língua.

Tendo em vista esse cenário, nessa dinâmica escolar, o aprendizado do idioma estrangeiro não é ministrado apenas como uma disciplina técnica. Ao contrário disso, há uma imersão dos alunos em um universo que contemple o sistema linguístico diferente do seu nativo, possibilitando um contato maior com os aspectos socioculturais que envolvem a aquisição da língua.

Veja como o ensino de inglês pode ir além da sala de aula

O ensino do inglês pode ir além da sala de aula de diversas maneiras, o primordial é que a exposição à língua inglesa seja feita de forma constante e mais intensa. A instituição pode adequar esse processo de acordo com sua identidade e com o que faz sentido em relação às suas práticas pedagógicas e objetivos educacionais. A escola fazer uso de muitos instrumentos para complementar o processo de aprendizagem como por exemplo:

  • Seriados;
  • Filmes;
  • Músicas;
  • Jogos;
  • Brinquedos;
  • Peças teatrais;
  • Cartazes;
  • Fantoches;
  • Promover debates;
  • Festas típicas.

Outra maneira de impulsionar um ensino do idioma que vá além das barreiras da sala é adotando uma solução complementar, como o English Stars. O programa é um Sistema de Ensino Bilíngue que tem como foco a formação integral e bilíngue do aluno.

No Sistema do English Stars, os estudantes aprendem o inglês de maneira dinâmica por meio de aulas totalmente ministradas no idioma estrangeiro. O foco do processo é a língua, ela se torna o meio para o aprendizado de conteúdos e conceitos de outras áreas do conhecimento. Além disso, toda a metodologia é pensada para atender as competências do século 21 contemporâneas, contribuindo para o desenvolvimento dos valores sociais dos estudantes, tais como a consciência global, aplicação efetiva do conhecimento e pensamento crítico.

Dessa forma, uma maneira de efetivar o aprendizado do idioma para além das aulas de inglês é por meio da criação de um ambiente bilíngue. Com isso, os alunos conseguem imergir da língua inglesa e o conhecimento é aprendido com bastante fluidez e naturalidade. Pensando nisso, preparamos um material sobre como o English Stars pode auxiliar a escola na construção de uma cultura bilíngue, confira:

Compartilhe >

LEIA TAMBÉM

Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação