Em qual segmento você atua?

    Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

    Gamificação na Educação

    Gamificação na educação

    Compartilhe >

    02/12/2020 - 4 min - Por Amanda Viegas

    Por meio da gamificação é possível despertar o interesse dos estudantes, criar desafios, estimular o trabalho em equipe, além de aprender o conteúdo pedagógico brincando. No cenário atual, os jogos digitais estão cada vez mais inseridos no dia a dia das pessoas e nas mais diferentes esferas da sociedade. Diversos são os setores que vêm incluindo jogos em sua rotina.  

    Inclusive, uma temática bastante recorrente é em relação ao uso e implementação da gamificação na educação. Pensando nisso, preparamos este artigo para esclarecer as principais dúvidas acerca do assunto. Confira! 

    O que é gamificação no ensino? 

    Pode-se afirmar que dentre os novos paradigmas da educação no século 21, encontra-se a gamificação de maneira recorrente. A palavra do inglês “gamification”, pretende adotar conceitos, regras, design entre outros elementos de jogos, tanto analógicos quanto digitais. O principal intuito é o de construir um ambiente mais favorável à aprendizagem dos alunos, tornando-a mais atrativa, motivadora e enriquecedora.  

    O grande potencial da gamificação utilizada no contexto escolar é a possibilidade de desenvolver competências socioemocionais nos discentes e como isso potencializa o aprendizado. Esse é um recurso instigante aos alunos, já que se baseia em comportamentos naturais do ser humano, tais como a socialização, competividade e recompensa.  

    Outro ponto é acerca do uso do design dos jogos em atividades pedagógicas, isso faz com que a sala de aula se torne mais atraente e desafiadora, estimulando a busca por conhecimento. Vale ressaltar que há uma grande importância no que se diz respeito à forma pela qual a docente utilizada dessa estratégia. O ideal é que a gamificação seja como um combustível para o processo de ensino-aprendizagem dos alunos. Sendo assim, é preciso haver uma associação dos conteúdos, assuntos e objetivos educacionais com a prática de jogos. 

    Quais são os principais benefícios dessa estratégia  

    O uso da gamificação na educação está relacionado com várias vantagens no processo do ensino, sobretudo em relação à motivação dos alunos em sala de aula. Além disso, existem diversas outras vantagens, confira-as a seguir: 

    • Melhora na comunicação e diálogo claro e assertivo; 
    • Promove aulas mais dinâmicas e interativas com a participação dos estudantes;  
    • Estimula o protagonismo e autonomia dos alunos; 
    • Desenvolve a criatividade, colaboração, resolução de desafios; 
    • Promove estudantes mais motivados, curiosos e engajados com o ensino; 
    • Aprendizado de forma lúdica; 
    • Melhora os resultados e desempenho acadêmico dos discentes; 
    • Aumenta a assimilação e retenção dos conteúdos; 
    • Desenvolve competências socioemocionais. 

    A BNCC e o ensino lúdico 

    De acordo com o livro “Gamificação na educação”, o termo surge apenas em 2010, mas sua aplicação ocorre desde muito antes. Há décadas, brincadeiras e jogos têm sido utilizados como uma forma de engajar a participação dos estudantes.  

    Por meio da definição clara dos objetivos e recursos utilizados, os jogos educacionais se tornarem um elo entre aprendizado acadêmico e ensino lúdico. Tal dinâmica tende a desenvolver as habilidades cognitivas e um maior interesse pelo conteúdo por parte dos discentes. Além disso, através da tecnologia, a gamificação alcança um novo patamar, servindo de base para a construção da aprendizagem.   

    Essa temática é tão relevante no contexto atual que é apresenta pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a competência geral 5 do documento, afirma que o estudante deve: 

    5. Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva. (Base Nacional Comum Curricular da Educação Infantil e Ensino Fundamental, p. 9). 

    Sendo assim, a Base compreende a cultura digital como significante no universo de aprendizado do aluno do século XXI. Além disso, há competências gerais da BNCC que reforçam temáticas como a cultural digital, comunicação, protagonismo, entre outros elementos que podem ser desenvolvidos por meio de uma plataforma gamificada.  

    Gamificação e o ensino do inglês 

    No decorrer desse artigo, foram apresentados os principais pontos acerca do uso de gamificação no ensino. Diversos são os benefícios para um melhor desenvolvimento dos alunos em sala de aula. O documento da Base assegura que os estudantes tenham uma formação mais integral que os prepara para os desafios do século XXI, inclusive com o uso de jogos na educação.  

    Pensando na relevância de esclarecer como funciona a Base Nacional Comum Curricular, sobretudo para o ensino do inglês, preparamos um material. Baixe-o gratuitamente: 

    Compartilhe >

    LEIA TAMBÉM

      Em qual segmento você atua?

      Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
      CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação