Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

Tecnologia na educação

Compartilhe >

16/04/2020 - 5 min - Por Amanda Viegas

No modelo de ensino tradicional, estudar costuma ser sinônimo de livros, silêncio e alta concentração. Além disso, as ferramentas tecnológicas comumente eram consideradas distratoras do aprendizado. Entretanto, a tecnologia modificou e vem transformando diversos setores da vida humana e não é diferente no cenário educacional, no qual ela se mostra uma aliada no processo de ensino-aprendizagem dos alunos.

Evidentemente, os estudantes contemporâneos já nasceram imersos em uma realidade digital. São inúmeros os benefícios resultados do uso da tecnologia na educação uma vez que por meio dela a escola se torna capaz de atender as necessidades específicas de cada aluno. Outro ponto relevante é o como o uso de ferramentas tecnológicas se mostram essenciais em meio à crise ocasionada pelo COVID-19. Pensando nesses aspectos, preparamos este artigo sobre a temática. Confira!


A tecnologia na educação

As transformações advindas dos avanços tecnológicos resultam em mudanças no modo em que a sociedade pensa, age e vê o mundo. Praticamente todos os setores da vida se modificaram de alguma forma na medida em que a tecnologia se expandiu. Em paralelo a isso, a dinâmica e o contexto escolar, também se alteraram. O que quer dizer que as escolas precisaram e precisam repensar em suas metodologias e recriar as práticas pedagógicas com o intuito de se adequarem às necessidades atuais.

A inclusão de instrumentos tecnológicos nas instituições de ensino, tem muito a contribuir e complementar o seu contexto. O uso de celulares, tablets, computadores, entre outros dispositivos digitais, é uma forma de expandir o acesso à informação de maneira instantânea. Além disso, possibilita o aumento do contato dos estudantes com as disciplinas além daquelas ministradas em sala de aula. Dessa forma, a tecnologia se mostra como uma aliada a todo esse processo, servindo para complementar o ensino.

Como a BNCC promove o uso de ferramentas digitais no ensino?

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é o documento que apresenta as diretrizes sobre o que conteúdos essenciais em cada etapa da formação do aluno.  A partir na Base, cada instituição constrói o seu currículo, levando em consideração sua identidade e contexto, devendo cumprir os pontos estabelecidos pela BNCC neste processo.

A tecnologia tem um papel fundamental na Base Nacional Comum Curricular, visto que um dos pilares da BNCC é a respeito da cultura digital e como ela deve ser inserida no processo de ensino-aprendizagem dos alunos. Na Base existem duas competências gerais que estão relacionadas ao uso da tecnologia, a quarta e a quinta:

Competência 4: Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

Competência 5: Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

As metodologias ativas no aprendizado

As metodologias ativas surgiram em um contexto de transformação do paradigma do processo de aprendizagem e da relação e papel exercido pelo professor e aluno. O docente não é mais a única figura responsável por conduzir o ensino e a dinâmica da sala de aula. Ele se mostra, na verdade, um orientador do processo, e cada estudante assume o seu papel de protagonismo na educação, participando ativamente da construção do conhecimento.

Alguns dos exemplos de metodologias ativas são: gamificação, sala de aula invertida, o ensino híbrido e a rotação por estações. Com o uso desses novos métodos de ensino, a escola consegue implementar com mais facilidade o uso de tecnologia no ensino, a partir das diretrizes propostas pela Base. De modo que a utilização da tecnologia se torna uma ferramenta para complementar as práticas pedagógicas.

O uso de tecnologia para diminuir os impactos da crise

A atual situação mundial se mostra bastante incerta e de muita tensão para todos. Uma grande preocupação no cenário educacional é em relação a como dar continuidade ao semestre letivo de alguma forma. Nesse sentido, o uso de ferramentas digitais tem muito a contribuir, diminuir as distâncias em uma realidade de isolamento.

A escola pode, por exemplo, promover a criação de grupos nas redes sociais para manter contato com os alunos ou com seus familiares. Além disso, os professores podem incentivar que os estudantes utilizem da internet para fazer trabalho e pesquisas sobre determinada temática, propor assistir a filmes, vídeos e até mesmo criar jogos para a turma interagir e aprender de uma maneira lúdica.

Outro exemplo de como a tecnologia pode auxiliar as escolas neste momento, é a utilização de recursos digitais, como o Plurall, uma plataforma de estudos que auxilia a rotina de aprendizado dos alunos. O Plurall pode ser utilizado de acordo com as necessidades da escola que pode optar por disponibilizar aulas ao vivo ou gravadas. Além disso, é possível adicionar avaliações, atividades, vídeos e imagens. Com isso, o docente consegue interagir com os alunos, receber provas e atividades, corrigir e avaliar o seu desempenho e, dessa forma, validar o período letivo em um formato digital.

O uso de ferramentas digitais no ensino do inglês

Como foi visto ao longo do texto, o uso da tecnologia tem muito a contribuir para a construção do conhecimento de modo que complementa as práticas pedagógicas. Ainda mais no cenário atual de crise devido a pandemia do COVID-19, o uso de instrumentos tecnológicos se mostra essenciais para a continuidade e validação do semestre letivo nas escolas.

Vale ressaltar que além de otimizar o contexto escolar de diversas forma, a tecnologia ainda, pode ser utilizada no processo de aprendizado de uma nova língua. Pensando nisso, preparamos um guia com 6 ferramentas que podem complementar o ensino do inglês. Baixe gratuitamente:

Compartilhe >

LEIA TAMBÉM

Em qual segmento você atua?

Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação