Em qual segmento você atua?

    Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino MédioCursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação

    Abordagem CLIL X aula tradicional

    CLIL X Aula tradicional: entenda as diferenças

    Compartilhe >

    09/02/2021 - 4 min - Por Amanda Viegas

    Cada vez mais as transformações na sociedade e no mundo estão sendo refletidas no contexto escolar. As metodologias e práticas escolares estão evoluindo para um caminho no qual o aluno é protagonista do seu aprendizado. Além disso, o papel da escola vai para além de ministrar conteúdos para a formação acadêmica dos estudantes. O foco é o ensino integral, formando cidadãos preparados para os desafios da contemporaneidade.  

    Pensando na relevância da temática para a atualidade, preparamos este artigo. O principal objetivo é diferenciar uma abordagem de ensino (CLIL) das aulas tradicionais. Confira a seguir! 

    Afinal, o que o CLIL? 

    A abordagem de ensino CLIL foi introduzida na Europa em meados do século XX com o objetivo de otimizar o processo de aprendizagem dos estudantes. A sigla CLIL é a abreviação de Content and Language Integrated Learning ou Ensino Integrado de Conteúdo e Língua. Trata-se de um formato inovador de ensinar uma língua que não é baseado no formato tradicional de aula, avaliações e material didático. Essa abordagem de ensino facilita a construção de uma atmosfera propícia para um aprendizado mais natural. Na prática, o foco da aula não é o inglês em si, já que o idioma se transforma apenas uma ponte para articular outros conteúdos e conhecimentos.  

    No CLIL, disciplinas como matemática, artes, culinária, música e ciência são ministrados por meio da língua estrangeira. Sendo assim, o aluno aprende e se desenvolve simultaneamente no conteúdo e no idioma. Ou seja, o aprendizado da língua é utilizado como um “pano de fundo” e como método de comunicação. Portando, são desenvolvidas aulas para potencializar demais competências nos estudantes, mas o idioma estrangeiro é o elo nesse processo.  

    Entenda como funciona uma aula tradicional de inglês 

    Equivalente às demais disciplinas escolares, o ensino convencional do inglês no Brasil adota esse modelo clássico. O sistema tradicional de educação se baseia em uma forma que tem como objetivo à aprovação dos discentes em testes e no seu ingresso nas universidades. A sua estrutura se dá a partir de aulas periódicas que visam a dar continuidade em determinado material didático. 

    Em paralelo a isso, o aluno aprende em um sistema de progressão acerca do vocabulário, ortografia e gramática. Para isso, na aula tradicional são trabalhadas geralmente as técnicas de repetição e memorização. Em suma, umas das principais características desse modelo de ensino de inglês é o foco nos aspectos estruturais do percurso na língua estrangeira. Pode-se afirmar que isso acaba gerando um obstáculo à fluência, já que é essencial que os alunos desenvolvam também competências e habilidades linguísticas.  

    CLIL X Aula tradicional: qual escolher? 

    É notório o crescimento e repercussão da abordagem CLIL, tratando-se de uma tendência crescente em diversos países. O maior ponto de diferença em relação ao ensino tradicional é que o trabalho do conteúdo e língua estrangeira é realizado de maneira integrada. Dessa forma, há um aprendizado mais flexível, baseado na educação bilíngue e na imersão linguística.  

     “CLIL é uma forma de aprendizagem de línguas, mas é raramente uma forma de ensino de línguas.” – David Marsh e María Frigols, autores do livro Uncovering CLIL.  

    Outro diferencial do CLIL para a aula tradicional de inglês, é que essa abordagem de ensino se baseia no conteúdo atrelado ao idioma estrangeiro.  Ou seja, na prática, também é induzindo o aprendizado com um viés holístico que considera o aspecto intercultural no processo de aprendizagem

    Após levar tais pontos em consideração, pode-se afirmar que a abordagem CLIL apresenta diversos benefícios para o desenvolvimento do aluno. Tratando-se, portanto, de uma alternativa bastante eficaz para o ensino do inglês, já que agrega uma gama maior de conhecimento e valor para que o estudante possa percorrer sua jornada ao longo do idioma estrangeiro.

    Outro ponto é o fato do foco não se concentrar na nota em avaliações, como ocorre no método tradicional. O principal objetivo é a real capacitação do aluno, preparando-o para a vida profissional e para além do universo acadêmico. 

    A Abordagem CLIL no Ensino Bilíngue 

    Existem diversas dúvidas acerca de qual metodologia escolher para oferecer uma melhor qualidade de ensino aos alunos e uma oferta de valor para a escola. Dessa forma, para sobressair frente à concorrência, é preciso buscar maneiras inovadoras de atrair mais alunos e reafirmar junto aos pais e responsáveis o seu valor.  

    Pensando nisso, é importante priorizar a melhor metodologia de ensino. Como mostramos ao longo desse texto, a abordagem CLIL se mostra mais vantajosa e preparada para o contexto contemporâneo. Para esclarecer outras possíveis dúvidas acerca do CLI, preparamos um material exclusivo e gratuito sobre essa abordagem de ensino. Baixe-o gratuitamente: 

    Compartilhe >

    LEIA TAMBÉM

      Em qual segmento você atua?

      Educação InfantilEnsino Fundamental 1Ensino Fundamental 2Ensino Médio
      CursinhoEnsino SuperiorNão trabalho com Educação